Bem Vindo á Casa Algarvia

 

DOGUE DE BORDEAUX  DA CASA ALGARVIA

DOGUE DE BORDEAUX

O Dogue de Bordéus é uma raça de temperamento equilibrado e rpesença imponente. Sensivel,é um bom companheiro, afetuoso, extremamente leal, paciente e devotado a sua familia. Com as crianças é dócil, sempre disposto a brincar e a zelar por elas. A sua cabeça é uma das maiores entre as raças caninas, com uma aparência inconfundivel.

Também chamado de Dogue de Bordeaux, Bordeaux Mastiff ou French Mastiff, é uma das raças francesas mais antigas. Uma raça forte, poderosa e imponente, de corpo muito musculado e temperamento harmonioso. Foi utilizada de diferentes formas, desde usar a sua força para puxar cargas, a guardar gado e a proteger castelos da elite europeia.

Dogue de Bordeaux é uma raça muito versátil, atlética e rápida, com um sentido apurado de olfato e audição. O Dogue de Bordéus começou por ser uma raça de combate e de guarda mas, com o passar dos anos, começou a ser utilizado como cão de companhia, não perdendo as suas aptidões de cão de guarda. Além dessas duas funções, hoje em dia compete em vários eventos de performance, como Obedience, Weight Pulling (Tração), Water Rescue (Salvamento na água) e busca e salvamento. Em alguns países é ainda utilizado para terapia com crianças e adultos hospitalizados, e residentes em lares.

Com crianças Dogue de Bordeaux apesar da sua aparência intimidante, é um cão charmoso, que adora estar com pessoas, especialmente crianças. Muito paciente e protetor destas, suporta todas as suas brincadeiras. Convêm sempre ter algum cuidado pois, devido ao seu tamanho, podem derrubá-las. Por ser tão protetor dos mais pequenos da casa, nunca é aconselhável que uma criança o passeie sozinha, pois irá protegê-la de tudo o que seja estranho para ele. Tem um instinto muito protetor e facilmente defende uma criança, mesmo em casa.

Dogue de Bordéus é uma raça que se adapta a conviver bem com outros animais em casa, desde que devidamente apresentados. Convêm sempre fazer uma boa sociabilização, desde cachorro deve conviver com outros animais, pois tanto machos como fêmeas, em adulto, podem ser bastante dominantes. Mas toleram bem a presença de novos bebés em casa, seja de que espécie for.